4 Curiosidades sobre o aço que talvez você não saiba

4 Curiosidades sobre o aço que talvez você não saiba

4 Curiosidades sobre o aço que talvez você não saiba

O próprio nome já traduz o que significa a sua função: conduzir fluidos para um destinatário. Existe duas normas que determinam quais materiais podem ser conduzidos através destes tubos, divididos de acordo com a aplicação da tubulação.

Norma NBR 5580

De acordo com a Norma NBR 5580/2015, os tubos devem ser construídos para condução de fluidos não corrosivos, como:

  • Água;
  • Ar comprimido
  • Ar condicionado
  • Vapores
  • Gás

A NBR 5580/2015 é destinada para instalações residenciais e comerciais. Estes tubos de aço não podem conduzir fluidos que ultrapassem os 200 graus de temperatura. Como o uso é mais simplificado, não demanda de muitos requisitos a serem cumpridos para ser certificado.

Norma NBR 5590

Na norma NBR 5590/2015, a exigência aumenta. Ela é destinada especificamente para a instalação de redes de tubos de condução para instalações industriais, para usinagem e outras aplicações mecânicas. São redes de condução de fluidos com altos requisitos de qualidade. O que pode ser conduzido é:

  • Água;
  • Ar comprimido
  • Ar condicionado
  • Vapores
  • Gás

Tubulações de rede de incêndio, tubo de aço redondos de passagem de óleos industriais e fluidos não corrosivos estão entre os exemplos práticos das aplicações dos tubos inseridos na norma.

Parâmetros de Tubos de Aço de Condução

Dentro da mesma, estão definidos os parâmetros a serem testados:

  • Graus de tubo a serem testados (A e B);
  • O diâmetro nominal e a classe ou pelo número do schedule;
  • A composição de sua massa;
  • A tolerância de diâmetro. Diâmetro nominal 40 ou menor, a tolerância é de +- 40mm. Para diâmetros 50 ou menor, a tolerância é de 1%.

Pela NBR 5590, há a possibilidade de o tubo receber o tratamento térmico e o acabamento pela galvanização a fogo. A rebarba interna do tubo deve ser removida

A norma condiciona a venda dos tubos a realização de uma série de ensaios e análises que verifica:

  • Composição química;
  • Tração, segundo a norma ASTM A370;
  • Dobramento, seguindo a mesma norma de tração;
  • Ensaio de achatamento;
  • Pressão hidrostática;
  • Acabamento e proteção por zinco.

Após cumprir todos estes requisitos, o produto é aprovado, certificado e liberado para venda.